sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Por que a eleição no Congresso é da nossa conta

Rodrigo Maia e Renan Calheiros são os favoritos para a Câmara e o Senado, respectivamente. 
No dia que teremos a posse dos deputados federais, estaduais e senadores eleitos em 2018, teremos também a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco e também serão escolhidos os dirigentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

Para muitos, isso "não nos diz respeito e nem é da nossa conta". Engano, é, sim. Vale ressaltar que do mesmo modo que aqui em Limoeiro, o atual presidente da Câmara de Vereadores, Juarez de Convales (DEM), está na linha de sucessão do prefeito Joãozinho e do vice Marcelo Motta, o mesmo acontece nos níveis estadual e federal.  O presidente da ALEPE está na linha de sucessão do Governo do Estado, enquanto os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal - nessa ordem - estão na linha de sucessão do Governo Federal.

Depois do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do vice General Hamílton Mourão (PRTB), é o presidente da Câmara e em seguida, o presidente do Senado. E a eleição no Congresso também pode ser importante para pautas defendidas pelo Governo, como por exemplo, a Reforma da Previdência. Sabemos que o Brasil vive um regime semi-parlamentarista, onde o presidente não pode governar sem o apoio do Congresso. Por isso, devemos, sim, nos interessar por essa eleição no Congresso Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário