sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Na volta das sessões da Câmara Municipal, críticas à PML

Na volta aos trabalhos na Câmara Municipal de Limoeiro, além da leitura de requerimentos, sobraram críticas ao prefeito João Luís Ferreira Filho (PSB). Os vereadores Zé Higino (PP), Luís Antônio (PTB), Robertinho Galvão (PSD) e Daniel do Mercadinho (PTB) prestaram solidariedade ao radialista Gonçalves Filho, da Cultural FM, pelo episódio ocorrido ontem. Os edis criticaram a postura do prefeito, que teria falado para  radialista não colocar uma determinada ouvinte no ar para "esculhambar com ele", fazendo uma denúncia grave. Eles acusaram Joãozinho de "querer calar a imprensa". Inclusive, o vereador Daniel do Mercadinho chegou a sugerir a renúncia do prefeito Joãozinho. Em sua fala, o dr. Zé Higino também elogiou a forma de administração da Câmara Municipal conduzida pelo presidente Juarez de Convales (DEM), sobre a reforma da Casa, dizendo: "Aqui não tem esse negócio de voluntariado, de atrasar pagamento, não... aqui a administração tem planejamento", disse o edil, numa crítica indireta à Prefeitura.

Os vereadores da oposição ainda criticaram o prefeito pelo atraso nos pagamentos aos servidores públicos municipais. Depois, os vereadores governistas Marcos Sérgio (PSD) e Zózimo Albuquerque (PRB), em suas intervenções, reconheceram os problemas, mas falaram que acreditam em dias melhores. Zózimo também respondeu ao colega Daniel, dizendo que Joãozinho não deveria renunciar, pois seria uma "covardia com a maior parte da população que lhe confiou o mandato em 2016".

Nenhum comentário:

Postar um comentário