quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Um Vexame Pior que o 7x1

Essa com certeza seria a reação de Hitler ao descobrir que brasileiros o associam à esquerda...
Nos últimos dias, vemos uma polêmica que ocorreu quando a Embaixada Alemã postou um vídeo no qual faz questão de frisar que os alemães não escondem sua própria História, inclusive falando sobre o famigerado nazismo. Numa das passagens do vídeo, a doutrina hitlerista, que na verdade, foi a manifestação mais radical do fascismo (que governou também Itália, Portugal e Espanha), foi classificada como "extrema-direita", tendo até uma passagem na lei alemã que alega que o nazismo seguia esse lado político. A lei que proíbe atualmente na Alemanha manifestações nazistas deixa bem claro que "é preciso evitar esses movimentos de extrema direita".

Mas depois, começou o vexame. Brasileiros contestaram o vídeo, e dizendo, baseado em "filósofos de YouTube", que o nazismo era de "esquerda". Com certeza, um vexame maior do que o 7x1 imposto pela Alemanha na Copa do Mundo do Brasil em 2014, em pleno Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

Que o nazismo era de direita, ninguém nunca negou. Isso até aparecer os "filósofos de Youtube", como Olavo de Carvalho e Nando Moura. Olavo, por sua vez, chegou a classificar como "besta quadrada" quem acreditava que nazismo é de direita.

Mas seriam besta quadradas os próprios alemães?

Eles se baseiam no nome do partido de Hitler, na sua aliança com Stálin e no fato do regime ser totalitário para sustentar que o nazismo é de esquerda. Vamos lá:

1) O nome do partido: Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. Ok, o nome do partido era esse. Falam-se no nome SOCIALISTA, mas não prestam atenção no nome NACIONAL? O partido era ultranacionalista (o que por si só já o excluiria da esquerda, que é internacionalista). É bom que se saiba que nome de partido nunca foi prova, pois se assim fosse, o PPS (Partido Popular Socialista, no Brasil), seria um partido de extrema esquerda, mas vemos que nos últimos tempos, o PPS tem se aliado até com partidos de direita, como o DEM.

2) Aliança com Stálin: mesmo dois inimigos podem se aliar por alguma causa em comum. O que uniu Stálin e Hitler por algum tempo foi o interesse territorial, não ideologia. Ambos queriam a Polônia. Stálin queria a Polônia parte oriental, e Hitler, Polônia parte ocidental. Foi justamente a invasão da Polônia que fez a França e a Inglaterra declararem guerra à Alemanha. Por falar na França e na Inglaterra, é bom que se saibam que ambas as nações deixaram Hitler (e também Mussolini, na Itália, crescerem), por verem que ambos representavam uma poderosa barreira contra a comunista União Soviética.

3) Regime totalitário: é bom salientar que um regime totalitário não precisa ser de esquerda. Várias ditaduras na História eram de direita, onde o Estado era forte, mas sustentava-se em bases capitalistas. Se não acreditam que a Alemanha e a Itália tinham esse tipo de ditadura, é bom citar Portugal e Espanha, além das ditaduras militares na América Latina (Brasil, Argentina, Chile, etc.). Várias ditaduras ao longo da Guerra Fria, entre socialismo e capitalismo, tiveram apoio dos Estados Unidos.

Agora, por fim, vamos ás diferenças: Comunismo prega luta de classes, Nazismo queria união de classes "pela pátria".Comunismo é internacionalista, enquanto Nazismo era ultranacionalista. Além do mais, o nazismo se caracterizou pelo racismo, ódio a classes, e matou judeus... e comunistas. Portanto, enorme estultície é ir na conversa de profetas de Youtube e negar a História, querendo até mesmo desmentir aqueles que viveram essa História.

Por isso, a importância de se investir em Educação, que não tem ideologias. Educação é a base para um país desenvolvido. E para não passarmos vergonha lá fora.

Obs: dizer que o nazismo é de direita não implica em defender a esquerda. Implica apenas em verdade histórica. O comunismo também matou muitos e cometeu atrocidades principalmente na URSS, Europa Oriental, China, Cuba, Coreia do Norte, e vem cometendo ainda atrocidades em alguns países, como Venezuela. Mas acreditar em profeta de youtube não dá, né?



Nenhum comentário:

Postar um comentário