terça-feira, 4 de setembro de 2018

Incêndio no Museu Nacional: de quem é a culpa?

Foto: Isto É
O incêndio no Museu Nacional no Rio de Janeiro causou dor e tristezas a muitas pessoas. Afinal, não é um museu qualquer. Ali, é onde se guarda boa parte da História nacional. Ali foi o palácio dos imperadores que passaram pelo trono brasileiro.

Agora, na tentativa de juntar os cacos, eis que lá vem de novo a discussão ideológica sem nexo, que tem dominado os debates políticos recentes: a direita joga a culpa na esquerda, e a esquerda joga a culpa na direita. Cada um jogando a culpa no outro. Olhando bem, ambos têm razão!

Isso por que Cultura nunca foi prioridade nesta nação. Quem for viver de Cultura, morre de fome. Nem mesmo um museu com tanta história pra contar como esse recebeu devida atenção dos governos.

Um lado político despreza a Cultura, dizendo que é "coisa de vagabundo", de "quem não tem o que fazer". Alguns chegam a exagerar, dizendo que "História é coisa de comunista". O outro lado, por sua vez, preferiu aparelhar a Cultura, e deixando de lado a Cultura de verdade, começou a valorizar o "lixo cultural", que vemos por aí, com os MC's da vida. Vejam quanto de dinheiro via Lei Rouanet foi liberada para esses "artistas", e quanto o museu recebeu? Não custa nada comparar.

Enquanto ficamos na discussão ideológica sem sentido (uma vez que o Muro de Berlim caiu em 1989, graças a Deus), a Cultura, e não somente a Cultura, mas a Educação, a Saúde, a Segurança, e todas as áreas do País pedem socorro, socorro esse negado por que a discussão mais importante agora é "direita" e "esquerda".

Nenhum comentário:

Postar um comentário