sábado, 8 de setembro de 2018

Em Limoeiro, grupo é impedido de protestar por melhorias no desfile de 7 de Setembro

Imagem | Folha de Limoeiro (Divulgação)
Na manhã desta sexta-feira (7), 24 entidades, entre escolas, programas sociais, grupos militares e civis desfilaram pelo Centro de Limoeiro em comemoração ao Dia da Independência. Muitos temas foram abordados pelas escolas, como alimentação saudável, reino animal, respeito, valorização aos princípios da família e educação. As representações utilizaram de muita criatividade para chamar a atenção de milhares de pessoas que foram à Avenida Severino Pinheiro e Praça da Bandeira acompanhar o tradicional desfile de 7 de Setembro. As bandas marciais e fanfarras apresentaram repertórios do tradicional aos sucessos da atualidade. 

Mas um fato marcou de forma negativa a data no município. Com a ausência do Grito dos Excluídos, um grupo de moradores confeccionou faixas e cartazes para passar pela avenida após a última escola relacionada. Eles utilizavam camisas brancas com a seguinte mensagem: “Desculpe o transtorno. Estamos em defesa de Limoeiro”. Antes que pudessem caminhar até a praça, o grupo foi impedido pela Polícia Militar (PM). Uma das manifestantes foi a professora aposentada Rosiane Travassos. Em entrevista concedida a TV Folha de Limoeiro, ela disse que a ordem partiu do prefeito de Limoeiro, João Luís (PSB).

A nossa reportagem (Blog do Agreste) entrou em contato com a Secretaria Executiva de Imprensa e Comunicação da Prefeitura de Limoeiro para saber o posicionamento da gestão municipal, mas até o fechamento da matéria não houve retorno. 
Confira a matéria com áudio: BLOG DO AGRESTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário