sábado, 11 de agosto de 2018

Debate ideológico antiquado domina o debate político atual

Muro de Berlim foi construído em 1961 e derrubado em 1989. 
O Muro de Berlim foi construído em 1961 e durou 28 anos, sendo derrubado em 1989. Ele se tornou o símbolo da separação ideológica do mundo entre capitalismo (direita) e comunismo (esquerda). As expressões "direita" e "esquerda" surgiram ainda no período da Revolução Francesa. Isso por que na Assembleia Nacional, os parlamentares que eram a favor de mudanças radicais se sentavam à esquerda na convenção, enquanto os parlamentares que defendiam privilégios das elites se sentavam à direita.

Mesmo já tendo se passado 29 anos da queda do Muro, a discussão ideológico ressuscitou como um fantasma a ser combatido. Isso por que quem é de direita acusa a esquerda de ter destruído o País, e quem é de esquerda acusa a direita de um "golpe" que acabou com a dignidade da nação.

Temos até um exemplo inusitado de pessoas e instituições que são acusadas de ser de direita pela esquerda, e de se ser de esquerda pela direita, ao mesmo tempo. Tornou-se moda desrespeitar, e associar sua antipatia por determinado candidato a uma simpatia por uma ou outra ideologia. O desconhecimento leva a esse tipo de situação.

Enquanto esse fantasma malvado chamado ideologia domina os debates no cenário político brasileiro, eis que assuntos como EDUCAÇÃO, SAÚDE, SEGURANÇA, ECONOMIA, CULTURA, AGRICULTURA, EMPREGO, etc., ficam em segundo plano...

Nenhum comentário:

Postar um comentário