quinta-feira, 14 de junho de 2018

Curiosidades do Futebol: Rebaixamentos de clubes gigantes

Cena do primeiro rebaixamento de um grande clube em 1991. 
Nos últimos anos, tornou-se comum clubes que fazem parte do G-12 do futebol brasileiro (Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos, Flamengo, Vasco da Gama, Botafogo, Fluminense, Atlético/MG, Cruzeiro, Grêmio e Internacional) sofrerem rebaixamentos para divisões inferiores. Mas alguns torcedores têm feito algumas perguntas que serão respondidas aqui.

PRIMEIRO GRANDE REBAIXADO

Ao contrário do que muitos pensam, não foi Palmeiras e Botafogo quem "estrearam" o calvário no ano de 2002. Mais de uma década antes, um gigante já tinha passado por isso. Foi em 1991, quando o Grêmio fez uma campanha ridícula no Brasileirão, ficando em 19º no campeonato e sendo rebaixado para a Série B pela primeira vez em sua gloriosa história.

Na última rodada, o Grêmio precisava vencer o Botafogo no Estádio Caio Martins e ainda torcer contra Vitória e Sport. Mas tudo deu errado para o tricolor gaúcho, que sequer fez sua parte, perdendo para o Botafogo por 3x1, e ainda viu o Sport vencer o Flamengo, o que causou a queda do time que havia sido até então campeão brasileiro uma vez (1981).

Em 1992, a CBF decidiu subir 12 clubes para a Série A, e o Grêmio, mesmo sendo apenas o 9º colocado, se classificou para voltar à elite em 1993. Não foi bem uma "virada de mesa", já que foi decidido antes da Série B-92 começar, mas que foi uma ajudinha, disso ninguém duvida.

TIME GRANDE COM O MAIOR NÚMERO DE REBAIXAMENTOS

Qual time grande caiu mais vezes? Pois bem, aqui temos uma pequena controvérsia, pois Fluminense e Vasco da Gama tenta empurrar um para o outro a inglória de ter descido mais vezes de divisão. Isso por que o Vasco caiu três vezes em campo (2008, 2013 e 2015), e o Fluminense, quatro (1996, 1997, 1998 e 2013), o que tornaria o tricolor carioca o maior rebaixado entre os grandes. Mas acontece que os rebaixamentos de 1996 e 2013 acabaram sendo cancelados por viradas de mesas. Na primeira, foi logo após estourar o Escândalo Ivens Mendes. A CBF cancelou o rebaixamento de Fluminense e Bragantino. Já na segunda vez, o Caso Éverton fez a Portuguesa e o Flamengo perder quatro pontos, o que fez a Portuguesa cair para a Série B e salvar o Fluminense. Dentro de campo, o Fluminense foi o que caiu mais vezes, mas o Vasco acaba ganhando no quesito de quedas que acabaram sendo cumpridas.

REBAIXAMENTO PARA A SÉRIE C

Dos 12, apenas um clube caiu para a Série C: o Fluminense, em 1998. Foi campeão da Terceirona em 1999, mas disputou a Série A em 2000, quando deveria disputar a B.

MAIS DE UM REBAIXADO NO MESMO ANO

Apenas duas vezes isso aconteceu: em 2002 e 2013. No ano de 2002, o Palmeiras e o Botafogo sentiram juntos a inglória de serem condenados a participar juntos de uma mesma Série B em 2003. Já 11 anos depois, foi mais triste, pois foram dois clubes de uma mesma cidade, Fluminense e Vasco da Gama. Mas em 2014, só o Vasco da Gama participou da Série B, uma vez que o Fluminense foi beneficiado pelo "Caso Éverton".

NÚMERO DE QUEDAS POR CLUBE GIGANTE.

Fluminense, contando as quedas em campo, dos quais duas foram canceladas por virada de mesa, caiu quatro vezes: 1996, 1997, 1998 e 2013. Vasco da Gama sofreu três quedas: 2008, 2013 e 2015. Palmeiras (2002 e 2012), Botafogo (2002 e 2014) e Grêmio (1991 e 2004) caíram duas vezes. Outros times que caíram uma vez só foram: Atlético/MG (2005), Corinthians (2007) e Internacional (2016). Um detalhe é que em todas essas quedas eles voltaram sempre no ano seguinte para a elite. A única exceção foi o Fluminense, que na Série B de 1998, não só não subiu como desceu para a Série C. Destes, o Vasco foi o único a descer no ano seguinte de sua subida, no ano de 2015. Outro dado é que esses clubes quase sempre voltaram no ano seguinte com o título da Série B. Palmeiras (2003 e 2013), Grêmio (2005), Atlético/MG (2006), Corinthians (2008), Vasco da Gama (2009), Botafogo (2015), subiram com o título. Os que subiram mas não conseguiram o título foram: Grêmio (1992), Botafogo (2003), Vasco da Gama (2014 e 2016) e Internacional (2017). Flamengo, Cruzeiro, Santos e São Paulo jamais caíram.

Trata-se, sem dúvida, de momentos tristes e inglórios para esses clubes. Mas também foi o momento de superação que muitos deles tiveram, pois voltaram melhores do que quando caíram.


PUBLICIDADE



Nenhum comentário:

Postar um comentário