quarta-feira, 16 de maio de 2018

Levy Fidelix deverá tentar a Presidência pela terceira vez

Com um discurso conservador, o mineiro Levy Fidelix lança-se mais uma vez como pré-candidato á Presidência da República, pelo PRTB, partido do qual é presidente nacional. Levy já foi apresentador de TV, tendo apresentado o TV Informátika na Bandeirantes e no SBT, nos anos 80. Levy jamais foi eleito para qualquer cargo público.

Sua entrada na política se deu através de um convite de Álvaro do Valle, tendo sido um dos fundadores do PL. Foi candidato a deputado estadual pelo partido em 1986, sem lograr êxito.

Em seguida, entra para o PTR, onde se candidatou a deputado federal, também sem sucesso. Foi um dos assessores da Campanha de Fernando Collor à Presidência da República. Em 1992, fundou o PTRB, que viraria PRTB em 1994.

Foi candidato aos seguintes cargos: vice-prefeito de São Paulo (2000), Prefeito de São Paulo (1996, 2008), Vereador de São Paulo (2004), Governador de São Paulo (1998, 2002) e Presidente da República (2010, 2014). Ganhou notoriedade na campanha presidencial de 2014, ao responder a uma pergunta de Luciana Genro sobre casamento homossexual, onde Levy respondeu que "aparelho excretor não reproduz", e "dois iguais não fazem filho". Disse ainda que se os "homossexuais quiserem continuar como estão,  façam bom proveito, mas jamais estimularia a união homoafetiva". Tais declarações lhe renderam processos por parte da comunidade LGBT. Mesmo assim, Levy ficou em sétimo lugar na disputa passada, obtendo 446.878 votos, representando 0,43% do eleitorado, sendo esse o seu melhor desempenho na sua carreira política.





PUBLICIDADE


Nenhum comentário:

Postar um comentário