quinta-feira, 10 de maio de 2018

Fernando Collor disposto a retornar à Presidência

Se tem uma coisa que Fernando Collor nunca escondeu foi seu desejo de retornar à Presidência, de onde foi destituído por um processo de Impeachment em 1992. Atualmente senador pelo estado de Alagoas, Fernando Collor já anunciou que vai tentar o Planalto pela segunda vez. Na primeira, em 1989, na primeira eleição após o fim do regime militar, Collor venceu Lula.

Ao contrário do que muitos pensam, Collor não é alagoano de nascimento, mas nasceu mesmo no Rio de Janeiro, em 12 de agosto de 1949. Foi prefeito de Maceió de 1979 a 1982, deputado federal entre 1982 e 1986 e governador de Alagoas entre 1986 e 1989, quando renunciou para se candidatar à Presidência. No dia 15 de março de 1990, tomou posse na qualidade de 32º Presidente da República. Deveria ficar no cargo até 1 de janeiro de 1995, mas acabou destituído por um processo de Impeachment em 1992, sendo substituído por seu vice Itamar Franco. Collor teve seus direitos políticos suspensos por oito anos, até o ano 2000.

Em 2002, tentaria o governo de Alagoas, mas perdeu para Ronaldo Lessa. Entretanto, em 2006, se elegeria senador por Alagoas, cargo para o qual foi reeleito em 2010. É filho de Arnon de Mello e Leda Collor de Mello. É jornalista e já foi presidente do CSA, tendo contratado o técnico Luiz Felipe Scolari, sendo a estreia do mesmo como treinador de futebol.

Já passou pela ARENA, PRN, PRTB, PTB e atualmente está no PTC.

Amanhã, abordaremos os seguintes candidatos: Flávio Rocha, Jair Bolsonaro e Marina Silva.




PUBLICIDADE


Nenhum comentário:

Postar um comentário