quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Afinal, Palmeiras será ENEA ou PENTA?

Palmeiras na conquista do título brasileiro de 1994.
Com o Campeonato Brasileiro chegando ao fim, o campeão brasileiro praticamente está definido. O Palmeiras tem 74 pontos, seis pontos a mais que o Santos, que tem 68 votos, a duas rodadas do fim do campeonato. Basta apenas um empate para o Palmeiras confirmar o título deste ano, encerrando um jejum de 22 anos sem Brasileiro.

Após ter sido rebaixado duas vezes, o Verdão parece mesmo estar em crescimento. Isso por que ganhou também a Copa do Brasil no ano passado. Palmeiras volta a dar orgulho à sua imensa torcida, a quarta maior do país, perdendo apenas para Flamengo, Corinthians e São Paulo.

Embora na grande imprensa e na CBF tratem o Palmeiras como um "eneacampeão", alguns preferem dizer que ele é apenas "pentacampeão".

Explica-se: até 2010, o Brasileirão era contado a partir de 1971. Desse período para cá, o Palmeiras venceu em 1972, 1973, 1993 e 1994. Mas em 2010, o pedido de seis clubes brasileiros (Palmeiras, Santos, Botafogo, Fluminense, Cruzeiro e Bahia) foi atendido, e os títulos da Taça Brasil (disputada entre 1959 e 1968) e Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967 a 1970) foram unificados ao atual Campeonato Brasileiro, e reconhecidos como tais. Na prática, esses clubes puderam juntar os títulos desses torneios ao Brasileirão.

Palmeiras venceu a Taça Brasil em 1960 e 1967, e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa em 1967 e 1969. Além dos quatro já oficiais, vieram mais dois da Taça Brasil e dois do "Robertão", e assim o Palmeiras tornou-se octocampeão.

Desde a unificação em 2010, pelo menos dois clubes dessa lista já levantaram a Taça: o Fluminense e o Cruzeiro. E ambos são tratados como tetracampeões brasileiros. Lembrando que o Cruzeiro venceu a Taça Brasil em 1966 e os Brasileiros de 2003, 2013 e 2014, enquanto o Flu ganhou o Robertão de 1970 e os Brasileiros de 1984, 2010 e 2012.

Acontece que a discussão agora é maior por que o Palmeiras, caso vença o Brasileirão, será o maior campeão brasileiro isoladamente, com um título a mais que o Santos. Se o torneio continuasse a ser contado pós-1971, os maiores campeões continuariam sendo São Paulo e Corinthians (6 títulos cada), e o Palmeiras apenas ganharia seu quinto título, se juntando a Flamengo. Não precisa dizer que além de São Paulo e Corinthians não terem ganho nenhum Brasileiro pré-1971, tratam-se de dois arquirrivais do Palmeiras - e do Santos, também.

Oficialmente, o Palmeiras será sim, ENEA. Concorde ou não, mas essa é a lista oficial, a CBF coloca o Brasileirão como tendo se iniciado em 1959. E não são títulos de fax, como muitos estão dizendo, pois os campeões daquela época eram declarados, sim, campeões brasileiros, gaharam dentro de campo e até iam para a Taça Libertadores da América. Foi até na qualidade de vice-campeão brasileiro nessa época (Taça Brasil de 1967), que o Náutico participou da Libertadores em 1968.






Nenhum comentário:

Postar um comentário